Três dicas sobre o que fazer em caso de acidentes envolvendo a sua carga

Toda empresa que depende de serviços logísticos para a entrega de mercadorias precisa estar atenta aos riscos existentes. Isso diz respeito, dentre vários fatores, aos acidentes envolvendo a sua carga. Afinal, seja a entrega para empresas que revenderão seus produtos ou mesmo para os consumidores finais, todos eles aguardam ansiosamente pelo recebimento para dar continuidade aos processos de vendas ou para usufruir do produto adquirido.

Neste sentido, é preciso que você tenha sempre um plano sobre como resolver ou mesmo proceder diante a situações inesperadas. Confira neste post, 3 dicas sobre o que fazer em caso de acidentes envolvendo a sua carga.

banner_600x200_V3_2-300x100 Três dicas sobre o que fazer em caso de acidentes envolvendo a sua carga

É sempre melhor prevenir do que remediar: avalie bem seus fornecedores!

Um plano para imprevistos deve sempre existir. Contudo, é indispensável que você se atente ao fornecedor contratado na tentativa de prevenir ao máximo os acidentes. Para isso, ao analisar e definir quais transportadoras serão suas parceiras de negócio, verifique se elas:

  • Possuem Seguro de Responsabilidade da Operação de Transporte;
  • Trabalham um plano de redução de acidentes com seus motoristas, distribuindo tarefas sem sobrecarregá-los, considerando prazos que de fato sejam viáveis e desenvolvendo trabalhos de combate à fadiga destes funcionários;
  • Possuem um índice de acidentes da empresa nos últimos 12 meses, com respectivos laudos, para verificar os riscos existentes.

Certificando-se do histórico e atuação dos fornecedores, certamente você terá que lidar em menor frequência com as dicas a seguir:

1 – Entre em contato com a transportadora para avaliar o procedimento

Quando você contrata um serviço de transportes, a responsabilidade de entrega de sua carga passa a ser assumida por esta empresa. Por isso, a primeira dica é entrar em contato com ela, caso o seu conhecimento sobre o acidente tenha vindo antes do comunicado oficial, para verificar a real situação e quais serão os procedimentos tomados por ela: ativar o Seguro de Responsabilidade da Operação de Transporte; possibilidade de dar continuidade à entrega para o cumprimento dos prazos; identificar o estado das mercadorias etc.

2 – Acione o seu seguro de carga

Apesar do seguro de transporte do fornecedor, é indispensável que você conte com um seguro de carga, que o protegerá em relação à perda do investimento. Por isso, acione-o assim que for notificado em relação ao acidente para que o processo de perícia seja iniciado e você receba o seguro ou saiba qual o procedimento perante a situação.

3 – Coloque o seu plano B em ação

Com todos os processos em andamento, você deverá colocar o seu plano B de entrega das mercadorias em ação. Afinal, a carga passou a ser de responsabilidade da transportadora no momento da entrega, mas a satisfação de seu cliente não.

Por isso, é indispensável que você mantenha uma comunicação eficiente juntamente ao seu cliente para que, em caso de atrasos devido à execução do plano B, você consiga comunicá-lo sobre esta possibilidade ou necessidade de atraso. Isso reduzirá a probabilidade de uma má aceitação e até mesmo desconfiança em relação à sua empresa, garantindo uma entrega, mas explicitando a necessidade do atraso dela.

E você, já passou pela situação de acidentes envolvendo carga? Como lidou com isso? Compartilhe suas experiências e dicas através dos comentários!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *