Rastreamento de carga melhora faturamento?

Mercadorias transportadas sem rastreamento podem abrir um rombo no faturamento de sua organização e você nem percebe… Mas o que uma coisa tem a ver com a outra?

Quando uma mercadoria é vendida, faturada e até mesmo paga esse faturamento só pode ser considerado real se ela for de fato entregue a seu solicitante dentro do prazo adequado. E quando isso não ocorre a embarcadora acaba apresentando valores financeiros camuflados em seu faturamento recorrente, pois cedo ou tarde toda mercadoria entregue fora do prazo adequado ou, em casos piores, não entregue, tem seu custo e gera prejuízo para a embarcadora, sem falar no prejuízo ao solicitante…e esse sim tem poder para arruinar uma marca!

Resultados Reais

O faturamento de uma organização é sua identidade financeira e não sendo real ou sendo camuflado por má gestão de entregas pode levar à desvalorização da marca e provocar o desinteresse por parte do mercado de investimentos em geral, além de fechar as portas para possíveis ótimas oportunidades.

E não é só no resultado camuflado do faturamento que a má gestão de entregas de mercadorias respinga; ela também interfere de maneira negativa diretamente no fluxo de caixa, nos custos financeiros de cartório, SPC, baixas e etc.

Neste sentido, a embarcadora que rastrea o transporte de suas mercadorias de maneira automatizada e acompanha precisamente todo o processo logístico, além de não delegar esse controle a terceiros, aprimora seu processo de tomada de decisão e passa a ser pró ativa junto a toda a sua rede. E isso sim tem valor inestimável, pois concretiza a percepção de seu modelo de relacionamento assertivo e transparente junto a todos os stakeholders.

Rastreamento Real
E como é que a minha embarcadora pode fazer isso?

O rastreamento automatizado de mercadorias se dá pelo conjunto de protocolos tecnológicos que fazem a transmissão de informações, como ocorrências, pré-faturas, faturas, conhecimentos de transporte e notas fiscais e essa automatização se dá pelo uso que a embarcadora faça de algum software de planejamento logístico, o TMS.

A embarcadora que não automatiza o rastreamento de suas entregas sai perdendo porque faz a gestão do sucesso de seus clientes apenas de maneira reativa, ou seja, somente se informa sobre entregas mal sucedidas pela insatisfação daquele cliente que se sentiu prejudicado e que oficialmente reclamou disso. Porque, se ele decidir não reclamar e simplesmente correr para a concorrência, a organização perde cliente, perde prestígio, ganha má fama e nem percebe.

Já a organização que faz gestão automatizada do rastreamento de mercadoria por meio de um TMS conta com uma vantagem competitiva bastante estratégica no campo comercial, pois assim ela se antecipa à reposição de pedidos, ao controle de vendas futuras e ainda garante um baita diferencial em relação a seus concorrentes. Outra grande vantagem que o TMS traz é a diminuição de recusas de mercadoria por parte dos clientes solicitantes. A Brandili, por exemplo, depois que passou a usar a gestão de entregas e ocorrências do TMS transpoFrete elevou seus índices de avarias e extravios a quase 0.

Bom, se você identificou sua organização em alguma das situações descritas, repense suas práticas e lembre-se: aquilo que não é medido não pode ser cobrado, mas com TMS transpoFrete você consegue medir e agir diretamente sobre sua dor!

Escrito por Rubens Severino da transpoBrasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *