Operar logística com menos transportadoras: Será que é mais vantajoso mesmo ?

Em tempos de alta concorrência, as empresas preocupam-se cada vez mais com a criação e manutenção dos seus diferenciais competitivos. Empresas de todos os segmentos buscam fidelizar o seu cliente através de diferenciais na qualidade de produção do seu produto, no benefício que este produto propicia ao cliente, no prazo de garantia, na logística reversa e no prazo e entrega.

Como a logística tem papel fundamental na satisfação dos clientes e, considerando a preocupação das empresas em poder gerenciar todo o ciclo logístico, tem-se observado muitas empresas buscando reduzir o número de transportadoras com as quais trabalha. No maioria dos casos, as empresas entendem que, ao buscar a fidelização de parceiros de transportes e reduzir o número de transportadoras parceiras, terá o seu nível de serviço logístico melhorado, além de facilitar a comunicação e a transparência nesta relação de trabalho.

De fato quando estes objetivos são comprovadamente atingidos, esta estratégia pode ser muito boa.  Entretanto, também é possível observar este tipo de estratégia sendo tomada apenas em função da dificuldade de gerenciamento das atividades de contratação de mais transportadoras. Desta forma, tal decisão poderia também repercutir de forma negativa, elevando os custos logísticos da empresa e até mesmo, limitando a operação logística.

Avalie se a melhor alternativa é realmente reduzir a quantidade de transportadoras ou então aprimorar a capacidade de gerenciamento da sua logística !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *