Gestão de frete: o que fazer em caso de acidentes com a carga?

Toda empresa que depende de serviços logísticos para a entrega de mercadorias precisa estar atenta aos riscos existentes. Isso diz respeito, dentre vários fatores, aos acidentes envolvendo a carga. Afinal, seja a entrega para empresas que revenderão seus produtos ou mesmo para os consumidores finais, todos aguardam o recebimento para dar continuidade aos processos de vendas ou para usufruir do produto adquirido.

Neste sentido, é preciso que a organização tenha um plano de negócios consolidado e atento à resolução de problemas – antecipando possíveis prejuízos -, e que auxilie os diferentes setores da empresa a proceder diante de situações inesperadas.banner-400x400_V3_1-300x300 Gestão de frete: o que fazer em caso de acidentes com a carga?

No entanto, mesmo que seus processos internos estejam bem estruturados, se você não optar pelo trabalho de transportadoras confiáveis, que garantam um padrão de qualidade, correrá o risco de causar insatisfação, o que pode levar à perda de clientes. Qualquer erro de logística pode afetar a experiência de compra dos seus consumidores, tornando a gestão ineficaz, apesar dos esforços empregados nos processos internos.

 

É melhor prevenir do que remediar: avalie bem os seus fornecedores

Construir um plano para imprevistos é de extrema importância para qualquer organização. Contudo, é indispensável que você, ao atuar na área de logística, preste atenção ao fornecedor contratado na tentativa de prevenir ao máximo os acidentes. Para isso, é preciso analisar e definir quais transportadoras serão suas parceiras de negócio verificando, principalmente, as políticas e a qualidade do serviço prestado por elas por meio de uma análise de mercado.

O primeiro passo, então, é conferir se elas têm Seguro de Responsabilidade da Operação de Transporte. Em segundo lugar, se trabalham com um plano de redução de acidentes com seus motoristas, distribuindo tarefas sem sobrecarregá-los, considerando prazos que de fato sejam viáveis e desenvolvendo trabalhos de combate à fadiga destes funcionários. E terceiro: se dispõem de um índice de acidentes da empresa nos últimos 12 meses, com respectivos laudos, para verificar os riscos existentes.

 

Ao conhecer o fornecedor, você evita prejuízos

Certificando-se do histórico e atuação dos fornecedores, certamente você terá que lidar em menor frequência com alguns problemas, podendo, assim, evitar acidentes e o descontentamento do consumidor. No entanto, obstáculos podem surgir a qualquer momento. Pensando nisso, separamos três dicas para que você não enfrente adversidades. Veja, a seguir, o que elas podem ensinar a você para um melhor desempenho da sua empresa:

 

1. Entre em contato com a transportadora para avaliar o procedimento

Quando você contrata um serviço de transportes, a responsabilidade de entrega de sua carga passa a ser assumida por essa empresa. Por isso, a primeira dica é entrar em contato com ela, caso o seu conhecimento sobre o acidente tenha vindo antes do comunicado oficial, para verificar a real situação e quais serão os procedimentos tomados por ela: ativar o Seguro de Responsabilidade da Operação de Transporte; possibilidade de dar continuidade à entrega para o cumprimento dos prazos e identificar o estado das mercadorias, entre outras ações.

 

2. Acione o seu seguro de carga

Apesar do seguro de transporte do fornecedor, é indispensável que você conte com um seguro de carga, que o protegerá em relação à perda do investimento. Por isso, acione-o assim que for notificado em relação ao acidente para que o processo de perícia seja iniciado e você receba o seguro ou saiba qual o procedimento perante a situação.

 

3. Coloque o seu plano B em ação

Com todos os processos em andamento, você deverá colocar o seu plano B de entrega das mercadorias em ação. Afinal, a carga passou a ser de responsabilidade da transportadora no momento da entrega, mas a satisfação de seu cliente, não.

 

Aposte em soluções para a gestão de cargas e evite acidentes

É importante que você adote medidas de prevenção para que as dicas oferecidas acima não precisem ser colocadas em prática. Porém, acidentes nem sempre podem ser evitados e você precisa estar preparado. Neste caso, tenha em mãos soluções que antecipem problemas com a carga. O TMS Embarcador transpoFrete, por exemplo, permite que você gerencie prazos e entregas e faça o rastreamento de ocorrências.

Por meio de um único painel é possível acompanhar informações relacionadas ao rastreamento das entregas de todas as transportadoras e dos Correios, permitindo que a sua empresa tenha proatividade na gestão das entregas e das ocorrências de transportes. Com recursos de conectividade com os sistemas das transportadoras (EDIs), tecnologias de apontamento Web e mobile, o transpoFrete garante a gestão de ocorrências e prazos de todos os perfis de transportadoras.

Além disso, é indispensável manter uma comunicação eficiente com o seu cliente para que, em caso de atrasos devido à execução do plano B, você consiga comunicá-lo sobre esta possibilidade ou necessidade de atraso. Isso reduz a probabilidade de uma má aceitação e até mesmo da desconfiança em relação a sua empresa, garantindo a entrega mas explicitando a necessidade do atraso dela. Contate a transpoBrasil e saiba como o transpoFrete pode ajudar você a aprimorar a comunicação com o seu cliente em relação às informações sobre transportes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *