As diferenças entre gestão de fretes Inbound e Outbound

Quando falamos em Inbound e Outbound, estamos tratando de conceitos que apresentam focos diferentes. No caso da logística, o primeiro trabalha com todo o processo de recebimento de materiais na fábrica, enquanto o segundo está voltado para o escoamento de mercadorias.

BANNER10-TRANSPO-300x300 As diferenças entre gestão de fretes Inbound e OutboundNeste cenário, é indispensável que ambas estratégias trabalhem juntas, de forma integrada, pois, para alcançar resultados positivos, é preciso ter atenção a cada passo, desde a entrada da matéria-prima até a chegada do produto ao cliente. E dentro da logística Inbound e Outbound, temos a gestão de fretes Inbound e Outbound.

Uma gestão de fretes eficiente é importante para qualquer negócio. Esse controle deve levar em conta tanto as operações relacionadas ao transporte (insumos e produtos acabados) quanto a qualidade dos serviços, incluindo prazos de entrega, agendamento, diminuição de extravios e, claro, os custos relacionados.

Mas você sabe o que é gestão de fretes Inbound e Outbound? Para que reconhecer cada conceito, mostramos, a seguir, a definição e a importância deles. Confira:

 

Gestão de fretes Inbound

 

Como falamos no início do texto, a logística Inbound trata das operações que são relacionadas ao fluxo de materiais (e informações), desde os fornecedores de matéria-prima até o recebimento dessas mercadorias na fábrica.

Dessa forma, a gestão de fretes Inbound lida com a administração do transporte dos materiais, controla o recebimento e a descarga, estrutura as janelas de abastecimento e planeja o retorno das embalagens. Lembrando que esse processo tem início nos fornecedores e se encerra na fábrica.

 

Gestão de frete Outbound

Por sua vez, a logística Outbound se dá após o processo produtivo, quando se inicia o planejamento da distribuição das mercadorias até o cliente final. Ou seja, é uma logística que tem início quando a produção está pronta e precisa ser escoada.

Sendo assim, a gestão de frete Outbound é a responsável por contratar, planejar e monitorar o transporte dos produtos acabados até o cliente. Isso envolve relacionamento com transportadores, planejamento de rotas, monitoramento de entregas e ações de pós-venda para trocas e devoluções.

 

Semelhanças e diferenças

A gestão de fretes Inbound e Outbound se assemelham muito em relação a alguns aspectos, principalmente quanto aos modelos de negociações das transportadoras que, na maioria dos casos, utilizam as mesmas tabelas de fretes.

No dia a dia de quem trabalha com a gestão de fretes, a maioria dos trabalhos a serem desempenhados são comuns para os dois tipos de fretes. Nos dois casos, há necessidade de efetuar a análise de impactos nas alterações de valores, auditoria de fretes pagos e consolidação de indicadores de prazos de entregas.

Veja, agora, as principais diferenças:

 

 

1 Gestão de prazos

Na gestão de fretes Inbound, os prazos têm a cidade do fornecedor como ponto de partida e a da empresa como ponto de chegada. Enquanto na gestão de fretes Outbound, o ponto de partida é a fábrica e o de chegada é o cliente final. Além disso, entre o primeiro e o último ponto do processo Outbound, podem existir outras paradas das mercadorias.

 

2 Redução de custos

Os custos totais de cada um dos processos também varia bastante. Diferentes estratégias nos dois casos influenciam totalmente no custo, tanto para a empresa quanto para o consumidor final.

Em Inbound, a chave para cortar custos desnecessários é a comunicação clara. Invista em bom entrosamento entre as equipes, como as de almoxarifado e compras. Dessa forma, é possível diminuir os atrasos na entrega ou evitar entregas antecipadas de fornecedores sem aviso prévio, causando excesso de estoque.

Já em Outbound, quando se trata de armazenagem de produtos, contar com centros de distribuição em regiões estratégicas é uma forma eficiente de evitar transtornos em longas viagens e ainda satisfazer expectativas com relação ao serviço prestado, pois você terá disponibilidade do produto oferecido em qualquer lugar.

 

3 Relevância dos processos

Cada processo tem a sua especificidade e necessidade de dar mais atenção a determinado ponto em cada etapa. Em Inbound, por exemplo, o negócio deve se preocupar com indicadores de abastecimento de matéria-prima e distribuição interna, tendo processos bem definidos para evitar atrasos, estoques defasados ou superlotados e perda de produtos.

Em contrapartida, em Outbound, a empresa precisa considerar a gestão de tempo e de gastos para a coleta de produtos devolvidos por defeito ou troca pelo consumidor final.

Você já conhecia o conceito de gestão de fretes Inbound e Outbound? Existe o planejamento e o controle dessas áreas e sua empresa? Use os comentários para compartilhar as suas experiências e conte com a transpoBrasil para gerir os processos de logística do seu negócio.

BANNER10-TRANSPO-300x300 As diferenças entre gestão de fretes Inbound e Outbound

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *