Estudo traça cenário da logística no e-commerce brasileiro

Para ter um cenário mais claro sobre o e-commerce brasileiro, a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em parceria com a Brazil Panels e a ComSchool, realizou o estudo “Logística no E-commerce 2017”, analisando as questões de armazenagem, transporte e manuseio nos e-commerces. A pesquisa anterior anterior é de 2015. Entre outras questões, o estudo aponta que:

• O frete é o maior responsável pelos custos logísticos no e-commerce (58,1%).
• A maior parte das lojas virtuais prefere ter armazenagem própria (86,1%), em função do custo mais baixo e do maior controle sobre as operações.
• Frota própria (12,3%), transportadora privada (52,8%) e Correios (80,9%) são os tipos de frota mais utilizados.
• O oferecimento de frete grátis ocorre pelo aumento da conversão (75,8%), aumento do tíquete médio (42,2%) e captação de novos clientes (39,8%).

O estudo coletou 544 questionários, numa amostra composta por empresas de varejo de bens de consumo e resultados ponderados de acordo com o porte da empresa. Considerado o universo de 22 mil lojas virtuais ativas no Brasil, a margem de erro da pesquisa é de 6% com grau de confiança de 95%.

 

Fonte: goo.gl/GQnBU4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *