Como reduzir custos com a logística no agronegócio

Como em qualquer área da economia, o agronegócio precisa aumentar a produtividade, com mais eficiência e redução de custos. Em parte esse desafio está sendo cumprido, já que o País vem batendo recordes de aumento de produtividade no campo, registrando taxas em torno de 4,5% ao ano (bem maiores que as da Europa e Estados Unidos).

Mas, mesmo assim, os representantes do agronegócio não estão satisfeitos. Nossa maior dor de cabeça hoje é o escoamento da safra, que diminui a competitividade e engole boa parte da lucratividade das operações.

No entanto, no Brasil, as condições de transporte para o escoamento da produção não são as melhores. A estrutura dos modais rodoviários, por exemplo, é precária e não facilita o trabalho do embarcador. Além disso, sem ferrovias e hidrovias suficientes e com portos defasados, os desafios logísticos no agronegócio brasileiro aumentam. Por isso, tomar as melhores decisões, como investir em logística e em recursos e sistemas de gestão, pode reduzir os custos e levar o seu negócio a maiores rendimentos.

 

Saiba como a logística influencia nas finanças do seu negócio

A logística pode ser considerada como um dos fatores determinantes para a lucratividade de uma empresa. Os custos operacionais, na maior parte das vezes, são os que mais pesam no bolso do produtor. Mas para que isso não implique em perdas é preciso apostar que a logística e a tecnologia andam lado a lado na busca por melhores resultados.

Um dos principais pontos para reduzir os custos no agronegócio é realizar o bom gerenciamento do fluxo de mercadorias. Ou seja, se em cada uma das etapas da logística o trabalho da sua equipe for otimizado e realizado de maneira eficiente, de qualquer forma os custos das operações do seu negócio serão reduzidos. E para que isso realmente seja viável é preciso investir também em soluções ágeis e automatizadas, como em um bom sistema de gestão, que auxilie especialmente o trabalho do embarcador.

 

Entenda como reduzir os custos com o auxilio da tecnologia

Para se manter firme no mercado e não perder em competitividade o embarcador precisa apostar nos melhores recursos para o seu negócio. As despesas sempre vão existir, mas é necessário investir em soluções que além de otimizar o trabalho (e gerar lucro), reduzem os custos das operações.

A tecnologia aumenta a produtividade, melhora a eficiência, a qualidade e auxilia na redução das despesas operacionais nos mais variados segmentos. Mas agora sabemos que no agronegócio, diminuir os custos fixos com alternativas tecnológicas é essencial para garantir que o setor ofereça o melhor da produção agrícola.

As empresas que atuam no agronegócio possuem parcerias com transportadoras de pequeno porte e, até mesmo, com veículos agregados. Essa característica faz com que sejam realizados constantemente processos de seleção de transportadoras (BID de transportes e cotações SPOT), medição de nível de serviço, além de preocupar-se com a roteirização, com a gestão dos custos envolvidos nos transportes e com a formatação da política de preços.

Além disso, esses sistemas possibilitam a realização de simulações de contratos, simulações de melhores alternativas financeiras de transportes no momento dos embarques, auditoria automatizada dos conhecimentos e auditoria automatizada de faturas de fretes. Dessa forma, o embarcador passa a ter condições de gerenciar todo o ciclo de contratação de transportes, desde a cotação e a negociação das tabelas, passando pelos ciclos de coletas e entregas, até a liberação financeira e o respectivo pagamento pelo serviço. Ou seja, os fretes, ao serem gerenciados de maneira eficaz, deixam de ser um problema para o embarcador e, assim, diminuem os seus custos operacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *