Gestão da conta frete: ganhos ao automatizar processos

No ambiente logístico, inúmeras ferramentas de controle apoiam os gestores em suas rotinas, contribuindo para a otimização de processos e, consequentemente, para a obtenção dos resultados. Na gestão de transporte não seria diferente. Dentre as diversas atividades desempenhadas no setor, a manutenção do controle sobre as operações é essencial para garantir o fluxo de modo eficiente e dentro do planejado.

Diante da velocidade e da certeza exigidas pelo mercado, qualquer gerência executada por meio de planilhas, por exemplo, dependentes da intervenção humana para que possam produzir alguma resposta, tornaram-se obsoletas. O que se espera, obviamente, dentro da disponibilidade de cada empresa, são recursos mais avançados, como sistemas integrados que ofereçam maior agilidade e qualidade às informações.

Certamente, uma das principais atividades impactadas pela necessidade da tecnologia aplicada à logística é a auditoria de fretes. Este processo, por envolver um grande número de documentos – notas fiscais, conhecimentos de transporte e faturas –, reflete em um esforço geralmente dispendioso.

O fato é que a auditoria de fretes operacional, seja de forma manual ou por meio de planilhas, está amplamente suscetível a erros, tendo em vista a complexidade e a diversidade de formatos de cobranças aplicadas por cada transportador. Da mesma forma, requer um esforço considerável em termos de tempo, pois, normalmente, existe um grande volume de informações a serem auditadas.

Além disso, sabemos que o transporte representa a principal parcela das despesas logísticas. Deixar de controlar ou ser omisso em relação à sua gestão pode se tornar um risco financeiro para as organizações.

Pensando nisso, um TMS embarcador flexível, aderente às necessidades da empresa e que contemple os diferentes modelos de cálculos, componentes e tarifas faz total diferença na gestão da conta frete. Um sistema de gerenciamento de transporte permite automatizar o processo de conferência de valores, proporcionando um importante ganho de tempo e de controle nesta atividade.

Em vez de auditar manualmente ou alimentar em planilha os conhecimentos de frete que a sua operação movimenta diariamente, em que se aplicam inúmeras taxas e particularidades, procure utilizar um portal que integre e audite todo esse volume de forma automatizada, indicando aqueles processos que geraram algum tipo de inconsistência. Além disso, permita tratar as divergências em conta corrente por transportador, mantenha os registros das negociações e controle todo o fluxo dos seus embarques, desde a cotação até a liberação para pagamento.

Conhecendo os ganhos operacionais, naturalmente se projeta a ideia de quanto um TMS embarcador pode contribuir para a atuação gerencial por meio de informações precisas e em tempo real, com relatórios e indicadores de desempenho, custos e nível de serviço, permitindo medir e controlar processos internos e terceirizados. Dentre os resultados alcançados com a auditoria de fretes automatizada, podemos citar:

  1. Efetividade no controle dos processos internos;
  2. Organização e otimização de recursos;
  3. Estruturação, planejamento e produtividade da equipe de logística;
  4. Padronização, referência e históricos de dados;
  5. Centralização, agilidade e confiabilidade das informações;
  6. Administração e governança das negociações/tabelas de frete;
  7. Redução da conta frete ao eliminar cobranças indevidas;
  8. Atuação gerencial, apoiada por relatórios e indicadores de resultados.

Além disso, um software especialista traz consigo todos os recursos que complementam o controle de valores, como gestão dos prazos de entrega, integração de documentos e demais soluções no gerenciamento de transporte.

Gostou do conteúdo? Continue nos acompanhando e deixe seus comentários.

 

Por Claudionei de Andrade, idealizador do blog Logística na Prática

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *