5 erros na gestão de estoque que você provavelmente comete

Quando uma empresa opta por gerir o próprio estoque, é necessário ter um grande cuidado nessa gestão, uma vez que a má administração pode provocar consequências que impactam diretamente a saúde financeira do negócio. Mesmo com um bom planejamento, existem erros que são comuns e que muitas empresas acabam cometendo.

Para que você possa reconhecê-los e evitá-los, listamos os mais frequentes. Confira:

1 Falta de planejamento

O erro de muitos gestores na administração do estoque é deixar de fazer planejamento de médio e longo prazo para a área. Por ser um setor mais operacional, esse planejamento acaba, muitas vezes, sendo negligenciado.

Mas é importante lembrar que é o estoque que permite ter maior controle sobre as aquisições, as rotinas e, principalmente, os ajustes necessários, no caso de sazonalidade. Também é ele que dá visibilidade para que melhorias sejam implementadas, evitando equívocos, como compras em excesso, e adotando ações que contribuem para a diminuição de gastos e aumento dos lucros.

2 Não atualização das informações em tempo real

Muitas vezes, ao receber as mercadorias, algumas empresas deixam de realizar a atualização da quantidade do estoque. Isso pode acontecer por falta de tempo ou pela necessidade de usar aquele produto no momento do recebimento. Contudo, esse erro pode custar um furo no estoque e prejuízos consideráveis, se for uma prática recorrente.

3 Adiamento da realização do inventário

O inventário de materiais ajuda a verificar a compatibilidade entre o estoque físico e o estoque contábil – aquele disponível no sistema para consulta e venda. Ele ajuda a identificar furos no estoque e a falta de alguns itens, permitindo a investigação das causas e a criação de medidas que ajudem a evitar essas inconformidades.

4 Excesso ou falta de mercadorias

Com medo de que produtos faltem no momento de uma venda, muitas empresas fecham o mês com itens sobrando no estoque. Esse erro de gestão pode acabar provocando perdas por validade, obsolescência ou por perecibilidade.

Além disso, o excesso de mercadorias acaba elevando os custos com a estocagem e comprometendo uma quantia do capital de giro que poderia ser utilizado na compra de outros produtos ou em outros investimentos para a empresa.

Por outro lado, assim como ocorre no caso de excesso, existem empresas que sofrem com a falta de produtos. Aqui, o principal problema está na perda da venda devido à indisponibilidade do item. Portanto, é preciso alinhar as informações de saída com as informações de compras de modo que as aquisições sejam feitas de acordo com as demandas reais.

5 Não integração entre os setores

Em muitas empresas, os departamentos acabam atuando por conta própria, com objetivos distintos e sem levar em consideração a estratégia da companhia como um todo. No caso do gerenciamento de estoque, é fundamental manter a comunicação entre o setor comercial e de compras.

Isso porque, para que a gestão do estoque seja eficaz, é preciso compreender as demandas de vendas e o fluxo do produto dentro do estoque para, em seguida, transmitir essas informações ao setor de compras. Só assim é possível compreender a real demanda, fazer as compras adequadamente e programar o estoque para o recebimento das mercadorias.

Software na gestão do estoque

Um software é uma solução que reduz as chances de erros e de contabilidade equivocada, além de manter os dados acessíveis em um mesmo lugar e melhorar o controle de estoque. Esse sistema deve facilitar a rotina de trabalho dentro da sua empresa.

Então, encontre um programa que se encaixe ao seu perfil e que supra as suas necessidades. Ao procurar um sistema de controle de estoque, verifique:
Se o software está dentro do orçamento da sua empresa
Se existem módulos específicos ou personalizáveis para o seu ramo de negócio
Se o software oferece as funcionalidades que você precisa ou que sejam facilmente adaptáveis à estrutura da sua empresa
Se o sistema de controle de estoque roda perfeitamente nos computadores da sua empresa
Se o programa é simples de operar para que os colaboradores não tenham problemas em usá-lo
Se a empresa fornecedora do software disponibiliza uma equipe de suporte pronta para lhe atender em caso de dívidas ou manutenção

Você comete ou já cometeu alguns dos erros citados no texto na gestão de estoque da sua empresa? Deseja citar algum outro que não foi informado no texto, mas que é bastante comum? Compartilhe as suas experiências nos comentários e conte com a transpoBrasil para melhorar o processo de logística do seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *