É importante saber investir em tecnologia

O processo de escolha e aquisição de softwares para empresas requer mais do que a avaliação tecnológica do produto. De acordo com Luis Deak, membro da Associação Brasileira de Automação Comercial (Afrac) e especialista no assunto, é preciso considerar, também, aspectos como legislação e gestão.

“Existe toda uma preocupação bem mais extensa do que se imagina sobre a compra da tecnologia. A gente não pode olhar a compra do software apenas no ambiente tecnológico. Tem outras questões envolvidas, como a parte tributária, fiscal, legal, de gestão administrativa e financeira da empresa. Todas essas preocupações existem e são mais importantes do que a tecnologia em si”, avalia o especialista.

O assunto será debatido no VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos, realizado pelo Conselho de Tecnologia da Informação da entidade. No evento, Deak apresentará os demais pontos que o empresário deve considerar ao adquirir um software.

De acordo com o profissional, no mercado de softwares, 97% do que giram são resultados de compras mal feitas, que acabam sendo substituídas. “Isso porque o empresário comprou errado, adquiriu de uma empresa ruim ou o produto não atende à tecnologia que ele possui. A maior quantidade de substituição de softwares que fazemos é porque o fornecedor não tem qualidade e competência”, explica.

Para ele, esse é um problema que precisa ser combatido, pois acaba refletindo nos negócios da empresa, principalmente nos custos e nas necessidades operacionais.

O VI Congresso Fecomercio de Crimes Eletrônicos acontece nos dias 4 e 5 de agosto. Além de debater a aquisição correta de softwares, também contará com a presença de especialistas que apresentarão temas como o Marco Civil da Internet, segurança da informação, perícia forense digital, pagamentos móveis, entre outros.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *