O controle de prazos de entregas é feito de forma preventiva ou reativa?

É comum observar a preocupação dos profissionais de logística em garantir a satisfação dos seus clientes com relação ao recebimento dos seus produtos dentro do prazo esperado. Muitas empresas, ainda que não consigam efetuar um controle mais preciso e de forma sistematizada, criam seus controles através de planilhas ou mediante recebimento de relatórios de efetividade das transportadoras. O problema é que, geralmente estas formas de controle possuem um formato reativo: apenas ao final da semana ou do mês, momento em que eventuais atrasos de entregas já tenham ocorrido, consegue-se obter a informação de que a efetividade não foi satisfatória. Neste caso, a satisfação do seu cliente já foi comprometida e não há o que fazer. Além do mais, costuma-se observar apenas o prazo que a transportadora levou para entregar, que pode até ter sido satisfatório. Entretanto,
ao somar-se com os tempos internos relacionados a expedição, por exemplo, podem também comprometer a satisfação do cliente.

Para criar formas de controle mais preventivos que evitam estes desgastes que a transpoBrasil criou o software transpoFrete. Com ele, a empresa consegue controlar os prazos para todas as etapas do processo de expedição e transportes. É possível também identificar previamente que um prazo de entrega total será comprometido, caso a empresa tenha levado muito tempo para expedir o material internamente, ou que a transportadora levou muito tempo para coletar a mercadoria após ter sido chamada, por exemplo. Desta forma, é o software permite que o gestor tomar ações necessárias em tempo de não comprometer a satisfação do seu cliente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *